Rússia adverte que responderá se NATO apoiar Kiev com aviões

-19%
Esgotado
53.87
Esgotado
87.90
-16%
35.31
-24%
6.96
37.55
-48%
Esgotado
7.79
84.50
97.42

Moscovo, 29 mar 2022 

O ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu, avisou hoje que a Rússia responderá se os membros da NATO fornecerem aviões de combate e sistemas de defesa aérea à Ucrânia para a ajudar a combater as tropas russas.

“Estamos a acompanhar as declarações dos líderes de cada país da NATO sobre a sua intenção de fornecer aviões e sistemas de defesa aérea à Ucrânia”, disse o ministro.

“Se o fizerem, responderemos adequadamente”, acrescentou.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, tem pedido insistentemente ao Ocidente aviões de combate e tanques, adiantando que só pede 1% por cento do equipamento militar da Aliança Atlântica.

“O preço do atraso dos aviões são milhares de vidas ucranianas”, disse Zelenski.

Mas o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, rejeitou a possibilidade de enviar aviões para a Ucrânia.

Shoigu reafirmou que o fornecimento de armas letais do Ocidente à Ucrânia é “irresponsável”.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que matou pelo menos 1.151 civis, incluindo 103 crianças, e feriu 1.824, entre os quais 133 crianças, segundo os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Artigo Lusa : link Ucrânia: Rússia adverte que responderá se NATO apoiar Kiev com aviões (msn.com)